09 Pra que discutir com madame

(Janet de Almeida / Haroldo Barbosa)

Samba que brinca com a crítica de música Magdala da Gama de Oliveira, que em sua coluna no Diário de Notícias, sob o pseudônimo de Mag, constantemente enaltecia a música clássica e diminuía a música popular. Foi lançado em disco por Janet de Almeida em 1945 com muita bossa, divisões rítmicas e, ironicamente, com uma citação do “Concerto nº 1” de Tchaikovsky em ritmo de samba, aproveitada nas gravações posteriores.

Madame diz que a raça não melhora
Que a vida piora por causa do samba
Madame diz que o samba tem pecado
Que o samba coitado devia acabar

Madame diz que o samba tem cachaça
Mistura de raça, mistura de cor
Madame diz que o samba é democrata
É música barata sem nenhum valor

Vamos acabar com o samba
Madame não gosta que ninguém sambe
Vive dizendo que o samba é vexame
Pra que discutir com madame

No carnaval que vem também concorro
Meu bloco do morro vai cantar óperas
E na avenida entre mil apertos
Vocês vão ver gente cantando concertos

Madame tem um parafuso a menos
Só fala veneno, meu deus que horror
O samba brasileiro democrata
Brasileiro na batata é que tem valor

Voltar para página do cd

participação especial Alfredo Del-Penho
voz Antonia Adnet
violão Mario Adnet
piano Marcos Nimrichter
baixo Jorge Helder
bateria Antonio Neves
flauta Eduardo Neves
trombone Everson Moraes